Tuesday, August 31, 2010

O sentimento mais inútil é a saudade. Bem, será este o motivo para que tal palavra apenas se aplique ao português, mais nenhuma se deu ao trabalho de perder letras para descrever isto.
A saudade é uma guilhotina ou uma prisão e, em ambos os casos, não houve a inteligência anterior de criar uma chave para essas fechaduras. Entra-se mas já não se sai. Ou melhor, só se sai quando a erosão do ferro o torna escamoso e fraco e isso demora o tempo que demorar mas nunca é pouco.

É muita perda de tempo.
É muito esforço.

Fico feliz por não ser um tipo saudoso, nunca fui. O meu pescoço não permite que olhe para trás.
Agora, isso também pode querer dizer que nunca estive tão intimamente ligado com nada nem ninguém que me fizesse olhar para trás mas...acho que não é um preço elevado para pagar.

2 Comments:

Blogger A Escafandrista said...

Saudade também não tem descrição, mas incrivelmente não tenho idéia de como se pode recomeçar deste lugar (saudade). obrigada pela visita ao meu escafandro, gostei dos textos ;)

3:54 PM  
Blogger Kaiser Soze said...

depois de cair na saudade, é esperar. Infelizmente, também não tenho solução melhor.

7:06 AM  

Post a Comment

<< Home