Thursday, January 18, 2018

SO COOL... (ainda que com um bocado de letra a mais)


(mesmo careca)

Tuesday, January 16, 2018

Se isto for verdade, estou Fodido.



...mas como sou mais físico do que meta, mesmo que me foda não me vou foder sozinho!

Quando estou relaxado, tendo a pensar que a minha evolução pessoal caminhará neste sentido; não por ser espiritual ou um qualquer lugar comum desse tipo mas porque faz sentido.
Não gosto de ser afectado pelo que me rodeia. Deixar-me enraivecer é a vitória do meio sobre mim.

Como tenho plena consciência que esta minha vontade de invulnerabilidade tem lacunas e que quando me furam a carapaça a reacção é violenta, tento fazer com o meu temperamento o mesmo que faço com cobras venenosas: evito-as.

Na minha tentativa de circundar o que potencialmente dará merda, tento uma de duas coisas:
1. ignoro;
2. aviso.

Prefiro ignorar. Mas ignorar traz consigo um desligar da corrente que tende a nunca mais encontrar a ficha.
Quando ignoro, aquele ou aquela deixa de fazer parte da minha vida e, depois, por muito que isto pareça - e seja - frio, é-me irrelevante o que possa acontecer.
Não passo a desejar mal mas não largarei uma gota de suor para evitar que o mal aconteça.
Ah, és tão dramático, K .
Não sou. É o oposto de drama. É mar sereno.

Quando aviso, chateia-me.
E chateia-me porque pode ser entendido como a ameaça que não é. 
O que eu quero, quando aviso, é evitar que me façam ignorar e, como disse, ignorar é a minha primeira e mais natural escolha.

De vez em quando, mais do que uma ameaça parece que estou a ser cruel para com a outra pessoa mas o que quero mesmo é evitar que a minha triste, terrena e vil crueldade apareça.
Não é uma crueldade sádica porque não retiro prazer nenhum do sofrimento. 
Esta é a pior crueldade de todas; nesta crueldade não se quer infligir dor. 
Nesta crueldade, não se quer nada. É um fim em si mesmo.

Monday, January 15, 2018

RIP


O Santana e o Rio

As eleições para a presidência do PSD foram o embuste que se esperava. Não por ser o PSD mas por ser um partido político.
Ah, criticas tanto os comunas mas lá não se vê disto.
É certo.
Nem disto nem eleições que o sejam.

O Santana tem de espantoso gostar mais disto de andar a debater e dizer cenas que merda. Gosta, muito provavelmente, porque tem talento.
Se um ET caísse cá para os debates, perguntar-se-ia por quantos ia o Rio perder porque a diferença entre um e outro é notória.
Pareceu-me a diferença que haveria entre um aristocrata e um trabalhador do campo num restaurante de gala.
Infelizmente, o passado do Santana ensina-nos que ele é óptimo para umas quantas coisas e péssimo para muitas mais.

Mas e o Rio?
O Rio quer-se pintar diferente mas é como os outros.
Por que não apoiou nestas eleições para a Câmara o Rui Moreira?
Por que andou a amar os pés - suponho que outra parte da anatomia também - do gajo de Ovar?
Por que agradeceu a Passos Coelho depois de o ter varrido das listas quando ganhou a Ferreira Leite?
Por que foi menos independente e super-espectacular quando veio elogiar o Santana PM e agora dizer dele o que disse?

É como os outros...mas não parece.
E é porque parece diferente que ninguém dá conta que foi contra o Moreira porque não quis chatear o PSD Porto (que ia votar para a liderança do Partido) e que andou a amar Ovar porque o caciquismo é de doer os olhos e varreu o Passos porque não gosta de sombra e é mesquinho e foi menos independente porque, na altura, era vice-presidente do PSD e devia lealdade ao Partido.

....esqueceram-se sempre de lhe perguntar se, afinal, ele devia lealdade ao Partido ou ao País.
É que ele diz sempre que é ao País...

Depois, a vitória de pirro.
Ah, afinal foi renhida! 
E foi. Eu, por ter uma memória menos boa do que devia, também achei que ia ser muito mais vincada.
Depois, lembrei-me: K, és tão burro! Não há uma votação real. Há uma curral de novos filiados. Há um pacote de ajudas para que os não-novos filiados vejam as suas quotas pagas...és tão burro...
Sim, só nominalmente são os filiados que escolhem o líder.

Eu não gosto do Rui Rio.
Vejo nele uma versão - para já - moderada de Salazar; vejo um autoritarismo que me desagrada.

...mas, há uns anos, Salazar ganhou uma cena de voto popular para figura mais marcante e tal, não ganhou?

Friday, January 12, 2018

BROW LOVE ("Love" em geral, na verdade)


Thursday, January 11, 2018

Acordo Tácito

Eu gosto de acordos tácitos. Há acordos tácitos quando as pessoas se dão bem, se conhecem e se preocupam umas com as outras.

Ela e Eu temos alguns acordos tácitos que andam sempre - ou quase sempre - à volta de evitar que eu faça coisas que me doem e que me chateiam.
Por exemplo: eu não gosto de falar com gente. Evito sempre que posso. Não me interessa o que querem saber e também não me agrada ter de ouvir gente que não me apetece (há uns dias, Ela ligou-me do carro em alta voz com uma amiga no carro; a amiga começou a falar comigo e eu pensei foda-se...por que estás a falar comigo?! Não disse mas pensei e Ela sabe que eu pensei. Senti-me um bocado uma besta por ter pensado isto mas a verdade é que pensei e penso muitas vezes).

Há uma merda de uma infiltração ou qualquer coisa que está a verter para a casa do vizinho.
O vizinho veio-se queixar disso e falou com Ela...porque eu não queria falar com ele.

O gajo bateu à porta uma e duas e três vezes.
Aquilo já me começava a chatear mas não mais do que eu ter de abrir a porta.

À - se bem me lembro - terceira vez, Ela disse-me:
K, acho que ele se está a esticar por eu ser mulher...
- Ok.

Passei eu a tratar do assunto.
Não voltou a bater à porta.
É certo que fiz tudo o que lhe disse que ia fazer mas mais certo é que não consegui fazer o que ele queria (mas tentei, só para que conste).

K, ele chateou-te por não ter dado para ser como ele queria?
- Não. Disse-lhe que só dava para X e ele agradeceu e foi para dentro.

Isto é outro acordo tácito.
Se a coisa azeda ou estiver para azedar, trato eu.

A moral desta história é também uma outra:
Os idiotas e pixas moles que me irritam mais são aqueles que sentem que uma mulher, por ser fisicamente mais fraca, deve ser assim tratada: és mais fraca que eu, por isso é bom que faças como eu quero.
As mais das vezes, esses mesmos pixas moles idiotas ficam na mesma posição em que acham colocar as mulheres quando aparece cão maior.
São cobardes.
Fico sempre a achar que não tiveram a sorte de ter uma Mãe como a minha. Pode ser uma presunção parva mas é-me difícil entender que quem tenha tido a sorte de ser educado por uma boa mulher seja capaz de as tratar mal ou como inferiores.

Mas isto era por causa de Acordos Tácitos. Acordos Tácitos animam-me.

Wednesday, January 10, 2018

Motivos Para o Mundo Estar Entregue à Bicharada

I

Ontem, cheguei ao carro e um gajo estava mal estacionado ao meu lado; não estava completamente paralelo mas não dava para eu sair.
O idiota do dono do carro estava cá fora calmamente a comer uma maçã (coisa que me irritou instantaneamente andar a comer frutinha na rua às 19.00) a assim continuou quando me viu abrir a porta do carro.
Ainda sentei meio rabo no carro porque pensei este gajo deve estar distraído mas não estava.

Desculpe lá, o carro é seu?
- É.
Então, se calhar, era de dar o jeito para eu sair.
- Mas você consegue sair.

Fiquei a olhar para ele e nem lhe respondi.
Ele foi andar com o carro para a frente.

II

Acabo de regressar de fumar e quando saí estava uma gaja a empatar o elevador.
Há 3 mas se um estiver no piso de portas abertas não vem outro.

- Estou à espera de uma colega.
Sim mas o elevador - este e os outros - sobe e desce; ele volta.
- Já está marcado para o 2...
Não se preocupe que ele vai para o 2 na mesma.

A gaja não parecia convencida, pelo que entrei no elevador e encostei-me à parte de trás.
A gaja saiu e eu fui à minha vida.

O pessoal não é civilizado e nem educado; o pessoal é estúpido.
Estas merdas deixam-me a ferver.

Tuesday, January 09, 2018

Não era para ser isto mas: COISAS QUE ME DEIXAM CONTENTE

I


Há uns dias, estava a rolar isto e na segunda música há dois solos: uma da Susan e outro do Derek.
Não estávamos a ver nem a ouvir com particular atenção - eu, pelo menos, não estava - e ouço isto:
Foda-se...está ela a rasgar-se toda e, depois, o Derek toca duas notas e é a puta da loucura (não sei se foi literalmente assim mas foi muito assim).

Olhei de lado e comecei a rir-me.
Ela tem razão mas o facto de ter notado e ter falado sozinha quando tirou esta conclusão deixou-me contente.

II

Kinski por Richard Avedon

III

Depois de ter entrado na onda Tedeschi Trucks, estava a ouvir uma entrevista deles em que o entrevistador disse à Susan:
Quando a ouço cantar lembro-me sempre da Mahalia Jackson.
- Muito obrigado. É uma das minhas cantoras favoritas. Aliás, o Derek e eu começámos a sair por causa da Mahalia Jackson.
(Derek) É verdade! Eu disse-lhe "tu sabem quem é a Mahalia Jackson?!"

Isto deixa-me contente porque compreendo.

E porque não seria justo:

BURR