Tuesday, November 30, 2010

Realismo

Ainda no seguimento do post anterior, acabo de falar ao telefone com um amigo. Não foi exactamente a mesma conversa (a maioria dos homens concorda e, por isso, não discute o tema) mas antes sobre a traição e o que fazer para evitá-la.

Estamos os dois de acordo. A melhor (ok, única) maneira de manter a fidelidade (no universo masculino) é fugir.
O grande erro e o culpado pela maioria das traições prende-se com aquilo que ouvimos na televisão e que está tão na moda: podemos ser amigos de mulheres, claro. De todas elas, até! O que não podemos fazer é ultrapassar um determinado limite! - BALELAS!

Se eu achar graça a uma mulher quero beijá-la e, depois de beijá-la, levá-la para a cama e, depois de levá-la para a cama, foder.
Poderão aparecer os pregadores dos bons costumes e as feministas de pêlo na axila; é esta a sequência a seguir, SEMPRE que possível.
É, nesse sentido, que aparece o fugir.
Evita-se fugindo.

Não, não é cobardia, é realismo, respeito e, talvez, amor.

1 Comments:

Blogger A Escafandrista said...

olá, vim agradecer-te pela visita. e os teus posts sempre realistas, hein? é preferível assim ;) boa semana para ti.

8:04 AM  

Post a Comment

<< Home