Wednesday, February 23, 2011

Aprendi há algum tempo que devemos usar as nossas forças e fraquezas para controlar um determinado resultado.
Seria parvo se não dissesse que o objectivo último é matar o que me enfraquece mas como já cheguei à conclusão que esse não será um objectivo realista (sendo certo que não desisti dele) e, por isso, o melhor seria instumentalizar a coisa.

Um exemplo claro disso mesmo é a minha escolha por medicas e não médicos. Mais especificamente para o caso ilustrativo, dentistas femininas e não masculinos.
Porquê?
Bem, porque com o passar dos dias que me foram construindo o passado percebi que me custa incrivelmente mais queixar-me a uma mulher do que a um homem. O assumir de fraqueza perante uma mulher (não uma amiga, familiar ou namorada/caso/mulher mas uma mulher estranha). Por isso, quando está na altura de ir ao dentista, uma coisa que poderia demorar umas 4 consultas passa, imediatamente, a demorar duas porque a minha resistência à dor e ao desconforto dispara exponencialmente.
Aconteceu-me o mesmo, há anos atrás, quando tive de fazer uma fisioterapia muito agressiva. Pedi ao fisiatra que me trocasse das mãos de um fisioterapeuta homem (muito competente, simpático e de quem não tinha qualquer razão de queixa) para uma mulher. Mulher que ainda que pudesse ser menos competente me daria muito melhores resultados.

Então o que é isto de fraqueza?
A vontade incontrolável, visceral e genética de agradar e impressionar mulheres (que passa desde a incapacidade de reconhecer dor ao deixar passar primeiro nas portas, a abrir a porta do carro e a carregar-lhes os sacos com compras) é uma porta aberta à manipulação. E ser manipulável é ser frágil ou fraco, dependendo da quantidade de eufemismo que pretendam empregar.
Assim, fica registado! Sou fraco e sei que sou fraco!

1 Comments:

Blogger A Escafandrista said...

clarice lispector dizia que devemos tomar cuidado mesmo ao acabar com nossos defeitos, pois nunca sabemos qual o defeito que alicerça nossa vida. Abraços.

12:56 PM  

Post a Comment

<< Home